segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Nostalgia e animação marcam show de Sá & Guarabyra


Músicos trouxeram a Curitiba o show “À Dois”, um resumo dos maiores sucessos da dupla e dos dois com o amigo Zé Rodrix


Um misto de nostalgia e animação marcaram o show “À Dois” da dupla Sá & Guarabyra, domingo, em Curitiba. Promovido pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) do Paraná a apresentação, que fez parte do programa Sesi Música, lotou o auditório Mario de Mari, no Cietep.
Embalados por sucessos como Roque Santeiro, Caçador de Mim, O Viajante e Dona, o público vibrou a cada acorde iniciado pelos músicos. A animação foi tanta, que após tantos pedidos de “bis”, eles voltaram ao palco para mais uma canção, fechando o show com a famosa “Espanhola”.
Sá e Guarabyra não vinham a Curitiba desde 2006 e agradeceram ao Sesi Paraná pela oportunidade de cantar para uma plateia tão diversificada. “O Sesi está de parabéns por abrir este espaço fantástico e por facilitar o acesso do público à cultura”, disse Sá, referindo-se ao Sesi Música, que busca promover a cultura musical entre trabalhadores das indústrias e comunidade em geral, formar platéia e fomentar da produção artística local e nacional.
O show “À Dois” trouxe um resumo dos maiores sucessos de Sá & Guarabyra e da dupla com o amigo e parceiro Zé Rodrix. Além das canções favoritas da dupla e do público, pinçadas entre as quase duzentas composições gravadas por eles.

Trajetória de sucesso
Luiz Carlos Sá e Guttemberg Guarabyra foram apresentados pelo letrista e poeta Nelson Lins de Barros, em 1966. Ficaram amigos de imediato, mas a parceria só se solidificou quando Sá, após o término do primeiro casamento, em 1970, foi hospedado por Guarabyra em seu apartamento.
Lá aconteceram os ensaios de Sá e Rodrix, que na época formavam uma dupla. Não demorou muito para que Guarabyra transformasse a dupla em trio e gravassem seu primeiro disco. O trio durou três anos e dois discos de sucesso, com a execução maciça de hits como “Hoje Ainda é Dia de Rock”, “Mestre Jonas“ e “Primeira Canção da Estrada”.
Com a saída de Zé Rodrix para carreira solo em 1974, começou a trajetória da dupla Sá e Guarabyra, que emplacou sucessos em sequência como “Espanhola”, “Sobradinho”, “Caçador de Mim”, “Dona”, “Verdades e Mentiras”, “Roque Santeiro” e “Estrela Natureza”.
Vinte e seis anos, doze CDs de músicas inéditas e dezenas de compilações e relançamentos depois, por ocasião de sua apresentação no “Rock In Rio III”, em 2001, a dupla convidou o parceiro Rodrix para reintegrar o trio. Com o sucesso da apresentação, eles lançaram “Outra Vez na Estrada”.
Sá, Rodrix & Guarabyra seguiram na estrada por mais oito anos, fazendo centenas de shows, até o súbito falecimento de Rodrix, neste maio de 2009. A perda inesperada e irreparável do companheiro de mais de quarenta anos de parceria e amizade foi um terrível choque. Mas Sá & Guarabyra levantaram a cabeça e voltaram à estrada com o show “A Dois”.
Os planos incluem ainda o lançamento do CD “Amanhã” – último trabalho do parceiro Rodrix com eles, que já estava pronto desde o começo do ano – e o reinício dos trabalhos de composição da dupla para a gravação de novo CD de inéditas. Para Sá e Guarabyra a continuidade de seu trabalho é a melhor homenagem que eles poderiam prestar a seu amigo Zé Rodrix.


Foto de Gilson Abreu.
Postar um comentário