sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Charme no Beauty Day by Fever

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Fever Beauty - loja de cosméticos multimarcas de Curitiba, irá oferecer um dia de beleza com mimos e serviços exclusivos para as suas clientes. 
O evento acontecerá na própria loja, no sábado 08/03, das 10h00 às 17h00, e contará com a presença da Consultora de Imagem Ana Adad, que dará dicas de utilização de acessórios, além de Filipe Dutra da equipe técnica da Keune, realizando diagnóstico capilar e orientando sobre cuidados com os cabelos. 
As presentes também receberão mimos da Valmari Dermocosméticos. 

Serviço: 
Fever Beauty Cosméticos & Mais  
(41) 3024-2334 
R Gastão Câmara, 533, loja 4, 
Champagnat

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

10 anos em Curitiba com o Leilão do Bem

Gisah Miró Ziliotto e Fabrizio Giannone, Foto de Kelly Knevels.
Daqui a pouquinho, a grife Fabrizio Giannone, de Curitiba, divulga o resultado do Leilão do Bem, ação que promoveu em comemoração aos seus 10 anos em Curitiba, em prol do Instituto de Transplante da Medula Óssea da Associação Alírio Pfiffer
Abonadas de Curitiba puderam dar seus lances nas lojas da marca de 20 a 25 de fevereiro, para a aquisição de um conjunto de colar e brincos em drusas desenhados pelo designer com exclusividade para esta ação.

Colar e brincos desenhados especialmente para o Leilão do Bem

Na quinta-feira, 20, Gisah Miró Ziliotto, empresária à frente das lojas na cidade, recebeu os convidados e a imprensa em sua unidade no Crystal Plaza, acompanhada do próprio Fabrizio. Além de comemorar o aniversário com a ação solidária, a grife também lançou as linhas Brasil e Renascentista.
As outras lojas Fabrizio Giannone da capital estão localizadas nos shoppings Barigüi e Mueller.
Confira algumas peças disponíveis na loja do Crystal Plaza. Fotos by Fabiana Guedes.


Linha Renascentista


 
Linha Brasil

Linha Renascentista






terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Manga Rosa chega a Curitiba


Fotos de Ale Maya
Quem me acompanha nas outras Redes Sociais, viu no meu Instagram e no perfil do Facebook minha visita à nova Manga Rosa de Curitiba. Já tinha contado para vocês que a loja abriria portas, na Seção Curitiba By Fabi Guedes (veja o Post anterior AQUI).
A marca goiana tem 12 anos de existência e há alguns meses fazia experimentação em Curitiba. O endereço fixo, no Alto Cabral, com direito a estacionamento próprio, foi apresentado ao público na quinta-feira, 20 de fevereiro.
A nova unidade, sob comando das empresárias locais Michela Oliveira e Patricia Abdalla (foto), está localizada à Rua Manoel Pedro, 305 (esquina com a Rua Belém, aonde fica o acesso para o estacionamento).
Michela Oliveira e Patricia Abdalla (foto de Ale Maya)

Pra quem ainda não conhece a Manga Rosa, a marca tem de tudo. Trajes mais casuais, trajes formas ideais para o trabalho e também opções para a noite e moda festa. Guarda roupa completo, mesmo. A aposta atual é na alfaiataria, com camisas, blazers e vestidos, mas peças bacanas em jersey e  neoprene, com estampas lindíssimas, também estão disponíveis (as calças e saias estampadas estão de babar!).
Bacana também, além das peças lindas e de qualidade, são os preços: super interessantes!
Eu amei conhecer ao vivo, porque já conhecia a marca a partir do Instagram.
Para conhecer mais da Manga Rosa, acesse o site oficial em Goiás http://www.mangarosafashion.com.br/site/ (a coleção outono/inverno já está disponível). 
E para acompanhar as badalações da loja aqui na capital, acompanhe a Fan Page https://www.facebook.com/mangarosacuritiba
Siga também @mangarosacuritiba.

 
A modelo Mehjji Moana em fotos de Angelo Rocha veste peças disponíveis na unidade Curitiba. Acompanhe pela Fan Page no Facebook e no Instagram.

Mais sobre a Lipo Sem Cortes

Ontem você conferiu aqui no Blog mais sobre a Lipo Sem Cortes, a chamada criolipólise (ô, nome dificil). Em algumas clínicas, também chamada de 'coolscupting'.
Como é um procedimento muito bacana que reduz de modo eficaz e praticamente sem contra indicações a gordura localizada - a praticamente única contra indicação é a do bolso...rs! - exploro mais sobre o assunto na minha coluna semanal #SuperIndico no Plantão da Cidade.
Aproveito também para indicar um produto de beleza bem bacana e assim, inaugurar uma nova Seção da coluna com o "Produtinho da Semana".
Espero que goste!

Comentários e novas pautas são bem-vindos, viu?
Beijo grande e ótima terça-feira!

Sobre o aluno devedor

No último dia 11, aproveitando a volta às aulas, publiquei na minha coluna #SuperIndico do Plantão da Cidade, algumas dicas de como funciona a Lei no que tange ao aluno devedor. Compartilho aqui no Blog, tendo em vista a importância do tema, que gera também muitas dúvidas. Espero que gostem!

Volta às aulas e um pouco sobre Direito
A escola têm limites legais para a lista de material escolar? O aluno inadimplente pode renovar a matrícula? Estas e outras perguntas, respondo no texto a seguir.

É, ontem foi o primeiro dia de aula em grande parte do primário e nível médio em escolas e instituições de todo o país.
Corre-corre, zum-zum e acabei publicando no meu Blog Fabiana Guedes Por Aí, uma nota sobre a tão afamada Lista de Material Escolar (leia mais em “Listinha do mal”) e os limites de uma lei recente, que proíbe a escola de pedir materiais de uso coletivo. Sim, a escola não pode incluir em sua lista de material escolar itens como papel higiênico, copos descartáveis, água mineral, etc., de acordo com uma Lei publicada em 2013 (Lei nº 12.8886/13).
Mas depois de ver algumas publicações no Facebook, concluí que a nota não foi suficiente, pois ainda há outras dúvidas que pairam entre pais e alunos consumidores da prestação do serviço educacional (ô, é a minha formação em Direito que volta e meia, manifesta-se, à minha revelia).
Neste Brasil, onde infelizmente, quem pode procura a escola particular, surgem muitas dúvidas com relação ao direito dos alunos, principalmente quando os pais  - ou o próprio aluno, no caso das universidades – têm dificuldades para honrar o contrato.
A lei que regulamenta a questão é a Lei nº 8.970/99, que já sofreu várias alterações e dispõe sobre o valor total das anuidades escolares e outros itens relacionados ao contrato entre escola, alunos e pais. Você pode acessá-la na íntegra clicando AQUI.
A escola pode se recusar a fazer matrícula de aluno inadimplente? A princípio, sim – este tem sido um entendimento recorrente de consultores jurídicos e na grande maioria das ações judiciais. Contudo, há decisões favoráveis à confirmação da matrícula de alunos, mesmo que inadimplentes – mas note-se: essas decisões são judiciais, caso a caso, o quê exige que pais ou alunos constituam advogados e “abram” processos em juízo.
É ponto pacífico que a escola não pode reter documentos do aluno inadimplente para transferência nem impedi-lo de fazer provas ou assistir aulas AINDA dentro do semestre ou do ano letivo, sendo, contudo, o entendimento majoritário no sentido de que a instituição de ensino não está obrigada a renovar a matrícula – e continuar com o aluno – no período letivo seguinte (seja novo semestre ou novo ano, dependendo do regime de cada instituição).
Assim, o aluno inadimplente tem direito garantido de freqüentar as aulas, de fazer provas, de ter acesso ao certificado de conclusão do curso e também ao histórico escolar durante o período letivo, seja semestral ou anual.
A escola também não pode enviar o nome do aluno aos órgãos de proteção ao crédito, pois escola não é entidade de concessão de crédito, segundo entendimento do PROCON. A escola pode, sim, efetuar cobrança judicial e aí então, recusar-se a fazer a matrícula do aluno para o ano ou semestre seguinte.
O fundamento para este entendimento seria o art. 5º da lei citada acima:

Art. 5o Os alunos já matriculados, salvo quando inadimplentes, terão direito à renovação das matrículas, observado o calendário escolar da instituição, o regimento da escola ou cláusula contratual.

Contudo, cabe um “parênteses”: ainda que o entendimento seja favorável à escola a não renovar a matrícula, é preciso que a instituição tenha cuidado na forma de comunicar essa questão a pais e alunos. Eventuais constrangimentos causados ao aluno, como declará-lo inadimplente em frente aos demais colegas, podem fundamentar uma ação de danos morais.
Segundo o Portal “Endividado”, da Associação S.O.S. Consumidor, “o dano moral é aquele que traz como conseqüência ofensa à honra, ao afeto, à liberdade, à profissão, ao respeito, à psique, à saúde, ao nome, ao crédito, ao bem estar e à vida, sem necessidade de ocorrência de prejuízo econômico. É toda e qualquer ofensa ou violação que não venha a ferir os bens patrimoniais, mas aos seus princí­pios de ordem moral, tais como os que se referem à sua liberdade, à sua honra, à sua pessoa ou à sua família.”
Importante também ressaltar que o entendimento comum é que, havendo a quitação posterior ao início do ano ou semestre letivo, o aluno terá o direito a retornar às aulas e, desse modo, sanada a inadimplência, a instituição não pode se recusar à nova matrícula.
O valor devido pode e deve ser negociado com a instituição de ensino, e pais e alunos podem exigir da instituição planilha descritiva para entender como ela chegou aos valores cobrados, inclusive no que tange a juros e multa. Segundo a seção “O que é que eu faço, Sophia?”, do setor de Educação e Finanças do Portal UOL, os juros máximos permitidos são de 12% ao ano e a multa máxima permitida é de 2%. Se a escola não quiser informar como foi feito o cálculo, pais e alunos podem procurar o Procon (para uma solução em vias administrativas) ou, na falta deste ou ainda, para uma solução diretamente judicial, o Juizado Especial Cível.

 Espero que estes esclarecimentos tenham sido úteis!
Vocês podem pesquisar informações mais detalhadas clicando nos títulos de cada site indicado.
Fiquem à vontade para compartilhar experiências aqui com a gente!


Link para a lei

Matéria publicada originalmente no www.plantaodacidade.com.br
Em 11/02/2014

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Lipo sem cortes: já ouviu falar?

O nome é horrível - criolipólise - mas juro que foi transmissão de pensamento essa matéria vir parar por aqui hoje. 
Não fiz e não testei, mas tenho uma amiga que sempre está antenada em tudo, que testou. Não foi aqui em Curitiba, foi em Maringá e AMOU o resultado!
Tá certo que ela é magra, toda fitness e come direitinho - que não é bem o meu caso e possivelmente, não é o caso de 80% das minhas leitoras aqui no Blog, mas eu estava louca pra saber onde fazer aqui em Curitiba e recebi esse release bacanérrimo, agorinha, da Ideas Midia, falando da Vitaclin.
Não conta o preço, mas explica tudinho sobre o procedimento.
Tô compartilhando porque informação é tudo nessa hora, né?
E se você já fez ou conhece alguém que fez, please, me conta tudo!
Beijo grande e uma semana nota 10 pra você!



Diminua medidas com a criolipólise
A “lipo sem cortes” é solução eficaz e segura para eliminar as gorduras localizadas de forma menos invasiva ao organismo

           
Além da união de um cardápio saudável e atividades físicas, existe uma solução tecnológica bastante eficiente para perder as gorduras localizadas e atingir as tão sonhadas medidas ideais: a criolipólise. Em Curitiba, a clínica Vitaclin Estética e Bem Estar realiza o tratamento com o aparelho Crio Top Body Redux (homologado pela ANVISA), que congela as células de gordura destruindo-as definitivamente para posterior eliminação natural pelo próprio organismo.
            De acordo com Daniele Florencio, diretora da Vitaclin e especialista em estética, a criolipólise é um tratamento rápido, pois com uma sessão única já se pode atingir ótimos resultados. Em uma única aplicação, a camada de gordura na área tratada pode ser reduzida em até 25%. Porém, com o programa de tratamento com mais aplicações a redução é ainda maior, podendo chegar a 50% ou mais de diminuição”, explica Daniele.
Através de um procedimento não cirúrgico e sem qualquer tipo de anestesia, as células de gordura indesejadas morrem devido ao congelamento. (é de se animar ou não é?) O organismo expele tais células naturalmente por entender que não são mais necessárias para o corpo. Mas, é importante lembrar que o percentual de redução é variável, levando em consideração o tipo e a localização da gordura e o metabolismo de cada pessoa. “A grande vantagem é que logo após o procedimento a pessoa pode voltar a realizar suas atividades normais. Sendo assim, vale ressaltar que exercícios, alimentação adequada e consumo de líquidos devem parte do cotidiano para otimizar o resultado do tratamento”, pontua a diretora da Vitaclin.
As aplicações da criolipólise acontecem na maioria das vezes em áreas como abdômen, flancos, parte anterior, interna e posterior de coxas e glúteos – em alguns casos de necessidades específicas, pode ser utilizada também nas costas e braços.

Sobre a Vitaclin
Atuando no ramo de estética e bem estar desde 1996, a clínica Vitaclin vem acompanhando a evolução constante nesta área. Os profissionais são altamente qualificados e estão sempre em busca de inovações, mas sem abrir mão da segurança. Todos os aparelhos possuem registro na ANVISA e os procedimentos são realizados por Biomédicos, Fisioterapeutas e Tecnólogos em Estética.
Qualidade e comprometimento garantem que a Vitaclin seja uma das clínicas de maior credibilidade da região sul, procurando superar as expectativas de seus clientes nas áreas de estética facial e corporal.

Serviço:
Avenida Sete de Setembro, 5881 – Batel
(41) 3026-2626

Fonte: Ideas Midia

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Senai oferece vagas em cursos técnicos gratuitos a estudantes da rede pública estadual



São mais de 1.000 vagas em diversas áreas do conhecimento; inscrições vão até esta sexta-feira (21)



O Senai, por meio do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) está ofertando mais de 1.000  vagas para estudantes do Ensino Médio das escolas da rede pública estadual  que tenham interesse em fazer um curso técnico gratuito. As inscrições para o processo seletivo já estão abertas e devem ser feitas até esta sexta-feira (21). As aulas começam no dia 24 de março de 2014.

Podem se inscrever estudantes a partir de 16 anos de idade que estejam cursando o ensino médio. Há cursos em diversas áreas de atuação do setor industrial como eletrotécnica, logística, eletrônica, redes de computadores e telecomunicações. Além de não pagar pelo curso, os estudantes recebem lanche, vale-transporte, kit escolar e material didático. 

Os cursos técnicos do Senai, que estão sendo ofertados gratuitamente, custam, em média  no mercado, R$ 7,5 mil. A duração é de aproximadamente dois anos e a perspectiva de trabalho na indústria é grande, onde o salário médio inicial é de R$ 2 mil. Pesquisas feitas pelo Senai em âmbito nacional mostram que o índice de empregabilidade dos profissionais formados pela instituição é de 95%.

Os interessados devem procurar a secretaria da sua escola para saber quais os cursos estão disponíveis em sua região e como fazer a inscrição. Mais informações também podem ser obtidas no site www.pr.senai.br/pronatec ou pelo telefone 0800-6480088.

Visite também o site do PRONATEC www.pronatec.mec.gov.br

Em Castro
Em Castro, há três pólos de atendimento para o PRONATEC.
Vagas para Programador Web, Almoxarife, Açougueiro, Mecânico de Máquinas Industriais, Cabeleireiro Assistente, Operador de Caixa e Manicure e Pedicure devem ter suas  inscrições realizadas na Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo ou no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Consulesa Helena Van Den Berg. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (42) 3906-2125, com Angelita ou pelo 3906-2175, com Karla, que informarão as datas dos cursos e locais.
Para participar, Angelita Pinheiro, da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, alerta que todos os interessados em participar dos cursos devem antes ter providenciado o Cadastro Único (CadÚnico), que deve ser feito na Secretaria Municipal da Família e Desenvolvimento Social e também nos Cras Consulesa, Socavão e Abapan. Para efetuar a matrícula é preciso levar cópia do RG, CPF, Certidão de Nascimento, comprovante de residência, uma foto 3x4, comprovante de escolaridade, comprovante de reservista (homens). Menores de 18 anos deve levar ainda cópia do CPF e RG do responsável. 
O terceiro pólo é a Escola CDI, no centro da cidade, que faz parte do pólo da SOCIESC para os cursos de técnicos em segurança do trabalho, edificações, logística, manutenção e suporte em informática e design de interiores. Mais informações pelo telefone (42) 3232-4577.
Vale muito! Formação é tudo, ainda mais gratuita!