terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Público recorde marca o encerramento das apresentações do Natal Encantado




  Fotos de Kelly Francisco Florêncio 

Emoção. Essa foi sem dúvida a sensação das mais de 1500 pessoas que estiveram presentes na última noite desta segunda edição do Natal Encantado, nas Janelas do Moinho da Castrolanda, no domingo, 19 de dezembro. Com uma apresentação brilhante os Arautos do Evangelho (de Ponta Grossa) literalmente embalaram o público, que aplaudiu, cantou e até dançou ao som das músicas natalinas.
Além dos Arautos do Evangelho, os corais infantis do Centro de Atendimento a Criança Jardim Colonial e da Escola Municipal Professora Dalila Ayres e os Corais Hosanna e Jedaja da Igreja Reformada de Castrolanda abrilhantaram os quatro dias de apresentações, que este ano contou com a presença da Banda Musical da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada ( Ponta Grossa), que fez a abertura oficial do Natal Encantado.
Durante todos os dias do evento também foram organizadas coletas de alimentos, buscando que essa iniciativa tivesse um envolvimento social com a comunidade local. As arrecadações foram destinadas para o Centro de atendimento a Criança Jardim Colonial (Castro), que realiza um trabalho de contra-turno escolar e oferece duas refeições e dois lanches diários para os seus 275 alunos.
 O Natal Encantado é uma realização da Wekedá Café Bar & Restaurante, em parceria com a Associação de Moradores da Castrolanda. O evento tem como patrocinadores oficiais a Cooperativa Castrolanda e a Eletrorural, contando também com o apoio cultural da GPK Turismo, Loja Aquarela, 100 Arvores, ACECASTRO, Star Fotos, Infok  e Technologi eventos.

Surpresa
Os Arautos do Evangelho além de encantar os presentes, também surpreenderam a todos com uma homenagem em forma de cação à anfitriã do evento, a Colônia Castrolanda e também à sua gente.  Com novos versos, a tradicional canção Luar do Sertão, transformada em Luar da Castrolanda, trazendo na letra as conquistas dos holandeses que em Castro se fixaram, emocionou a todos. “Cruzando os mares e enfrentando os oceanos, nossos caros holandeses aqui estão para encantar; A Providência agiu com Fé e Sabedoria ao florescere em Castrolanda esta obra singular”, cantou o coral.
A canção não poderia ter sido melhor escolhida  para o encerramento desta grande festa, que ocorreu em noite de  lua cheia e com céu estrelado. Nas Janelas, os Arautos do Evangelho, encerraram a homenagem de forma bastante calorosa, “Agora eu canto um tantinho constrangido, sobre um crime ocorrido nesta noite de luar: este Moinho já roubou meu coração, e também dos meus irmãos que aqui vieram a Deus Louvar!
Postar um comentário