terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Vítimas do Holocausto são homenageadas em Curitiba

Dia 27 de janeiro é comemorado internacionalmente
Nesta quarta-feira (27), às 19h, o presidente da Assembléia Legislativa do Paraná, Nelson Justus participa da cerimônia do Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto, em Curitiba. A data foi criada em 2005, pela Assembléia Geral das Nações Unidas e homenageia os seis milhões de judeus e às outras vítimas do extermínio nazista.
A resolução 60/7 de 1º de novembro de 2005, que denomina o dia 27 de janeiro, já foi adotada por vários países, incluindo Grã-Bretanha, Itália e Alemanha. A data foi escolhida, pois, em 27 de janeiro de 1945, o Exército Vermelho libertou Auschwitz-Birkenau o maior e o mais terrível Campo de Concentração e Extermínio nazista, em cujas câmaras de gás pereceram, pelo menos, 1.100.000 de seres humanos, em sua maioria absoluta judeus.
A Lei que institui no calendário oficial do Estado do Paraná a data de 27 de janeiro como "O Dia em Memória das Vítimas do Holocausto" foi aprovada por unanimidade.
O texto da resolução rejeita qualquer questionamento de que o Holocausto foi um evento histórico, enfatiza o dever dos Estados-membros de educar futuras gerações sobre os horrores do genocídio e condena todas as manifestações de intolerância ou violência baseadas em origem étnica ou crença.
A resolução pede também ao Secretário-Geral que crie um programa de comunicação sobre o tema "O Holocausto e as Nações Unidas" e que incentive a sociedade civil a promover a memória do Holocausto e iniciativas educativas.
Serviço:
Cerimônia do Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto
27 de janeiro de 2010 - às 19h
Sede da Kehilá (Rua Coronel Agostinho Macedo 248. Centro Cívico).

Sobre a B’nai B’rith
Fundada em 1843, a B’nai B’rith é uma instituição judaica que promove e prática os valores universais do Judaismo, acreditando na capacidade do ser humano de agir com Justiça, atuar e conviver com Amor e que luta pela defesa dos Direitos Humanos, onde quer que os mesmos estejam sendo violados, independentemente da origem dos atingidos, contra o antisemitismo e o racismo e pela perenidade do povo judeu e do Estado de Israel. A instituição atua em 54 países. Nos Estados Unidos a B’nai B’rith fundou a Liga Antidifamação que tem como objetivo deter a difamação do povo judeu.
Postar um comentário