sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

A ESPANHA É AQUI


Cia Lucero de Triana comandou Noite Flamenca no bar Guantanamera, com muita música, dança e interação com o público

Castanholas, leque, lenços e palmas para marcar o ritmo forte da guitarra. Tudo isso esteve presente na Noite Flamenca, que aconteceu na última quinta-feira, no bar Guantanamera Cocina de Cuba. Com a casa lotada, a Cia Lucero de Triana, composta pelos bailaores Ana Lucia Diaz e Luis Marinho e pelo guitarrista Renatto Zimermann, fez três apresentações recheadas de músicas típicas espanholas e coreografias que faziam os espectadores não tirarem os olhos do palco. Os trajes característicos dos dançarinos de flamenco também não podiam faltar e deram o toque especial às performances de Ana Lucia, que usou o leque, lenços e as tradicionais castanholas para mostrar ao público toda a atitude e elegância do folclore dos espanhóis. Até quem só estava assistindo pôde, literalmente, entrar na dança. Marinho convidou uma das aniversariantes da noite, após o “Parabéns”, para dividir o balco com ele e ter o seu momento de bailaora flamenca. Os amigos da moça, que não fez feio nos passos, não perderam a oportunidade de registrar o momento em fotos e aprovaram a apresentação. Já eram quase 22h, quando o público já estava bastante entrosado com o trio e aproveitou para pedir músicas famosas que gostariam de ouvir, como a clássica “Djobi, Djoba”, dos Gipsy Kings. Os pedidos foram atendidos antes do encerramento da noite calorosa, que empolgou e envolveu quem estava presente e trouxe a cultura espanhola para mais perto dos curitibanos. Nesta quinta-feira, a casa recebe o Quinteto Santa Clara para uma Noite Caribenha.

Foto by Nicole Trovato
Postar um comentário