sábado, 6 de outubro de 2007

Roubaram o meu crédito! Ou será que é um CADÊ EU?

Então, tô eu felizinha da vida lendo a Caras dessa semana. Uma coisa engraçada porque eu quase nunca leio a Caras e justamente essa semana, invoquei que tinha que comprar. Acho que foi porque ouvi a Syang falando no rádio que estava nela (não, não sou fã da Syang)... ou, talvez, tenha sido puro instinto.
Fiquei 3 dias procurando a revista: passei por 3 bancas diferentes e... nada!
Ontem achei e folheando daqui e acolá... ! Estão lá estampadas duas fotos que eu tirei! Uau! Senti-me a tal! Até liguei para o pai e a mãe pra contar.
Procurei o crédito e não achei, mas de todo modo, a primeira coisa que fiz foi escanear a página e postar no álbum do Orkut, que agora não tem mais limite de número de fotografias, só de tamanho de espaço.
Mas eis que, depois, olhando bem e um pouco menos eufórica, achei o crédito e CADÊ EU? Tinha 3 nominhos lá, 3!!!! Em letras muito pequenininhas e num local o menos visível possível, mas o meu NÃO estava... No lugar do meu, o nome do Assessor de Imprensa para quem repassei as imagens (renomeadas com meu nome na extensão, para não gerar confusão). Bem sei que ele andou tirando fotos em outros locais no mesmo dia (que estão lá na mesma página), com uma maquininha muito simples... Maaaas... Enfim, se foi por falta de cuidado no repasse ou se foi roubo de crédito mesmo, eu não sei. O sentimento de frustração e p... da cara é o mesmo, independente da razão.
E aí, que faço? Vale um processo?
De todo modo, acho que o negócio é jogar no bicho: 333.

Acima, o pomo da discórdia: a parcial da página com as minhas fotos em destaque.
Postar um comentário